“Assim mesmo” – por Madre Teresa de Calcutá


“Muitas vezes as pessoas
são egocêntricas, ilógicas e insensatas.
Perdoe-as assim mesmo.

Se você é gentil,
as pessoas podem acusá-lo de interesseiro.
Seja gentil assim mesmo.

Se você é um vencedor,
terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros.
Vença assim mesmo.

Se você é honesto e franco,
as pessoas podem enganá-lo.
Seja honesto e franco assim mesmo.

O que você levou anos para construir,
alguém pode destruir de uma hora para outra.
Construa assim mesmo.

Se você tem paz e é feliz,
as pessoas podem sentir inveja.
Seja feliz assim mesmo.

O bem que você faz hoje,
pode ser esquecido amanhã.
Faça o bem assim mesmo.

Dê ao mundo o melhor de você,
mas isso pode não ser o bastante.
Dê o melhor de você assim mesmo.

Veja você que, no final das contas,
é tudo entre você e Deus.
Nunca foi entre você e os outros.”


Madre Tereza de Calcutá

About these ads

21 thoughts on ““Assim mesmo” – por Madre Teresa de Calcutá

  1. OI!
    Sou palestrante espírita e vou utilizar esse poema lindo no encerramento da minha palestra daqui a pouquinho. Vou falar sobre obediencia e resignação às leis de Deus. E esse poema é um exemplo dessa obdiência ao bem..ao amor e Deus é o amor….
    Obrigado por postar essas coisas lindas na internet que está precisando muito de coisas lindas, porque alguém (que não sei quem é) disse um dia que: “O mundo será salvo pela beleza”.
    Abraço fraterno e beijo no coração de vocês todos…

    Curtir

  2. Muito bom!!!!

    Às vezes ficava com medo ou acanhado em demonstrar uma vida vitoriosa, em ser feliz, em ter as coisas (e buscá-las), pois sempre ficava me perguntando qual seria a reação dos outros.
    Agradeço a Deus por esta linda, encorajadora e conselheira mensagem.

    Curtir

  3. Ó lapis nas mãos de Deus, beata Madre Tereza, como é difícil seguir seus ensinamentos tão lindos. Este mundo em que vivemos nos suga a alma, estou sufocado, cansado de tanta sujeira. Madre Tereza alimentou tantos em sua época. Que Deus alimente as das pessoas que passam fome.

    Curtir

  4. Eu também gosto muito deste texto e descobri que ele não é da autoria de Madre Teresa. O título dele é “Mandamentos Paradoxais”, vou colar aqui o texto que encontrei com a explicação e o nome do verdadeiro autor. Se você pesquisar o autor no google vai encontrar mais detalhes sobre ele.

    A autoria dos “Mandamentos Paradoxais” é, muitas vezes, atribuída à Madre Teresa de Calcutá, pois esta mantinha uma cópia dos mesmos em sua parede. Todavia, foram escritos por Kent M. Keith, quando este tinha 19 anos de idade, e publicados pela primeira vez pela Harvard Student Agencies, em 1968.

    Espero que ajude. A propósito, gostei do blog. Parabéns!

    Curtir

  5. Fico encantado com a simplicidade e profundidade deste texto ! vivam com elegância por dentro e por fora…atitudes e emoções .

    Curtir

  6. adorei este poema!
    vou utilizar na palestra que vou fazer no centro espirita CEDALC EM RIO DOCE OLINDA(centro espirita Deus, amor, luz e caridade) você está de parabéns pelo blog.

    Curtir

  7. NÃO SOU CATÓLICO, MAS AMO AS PALAVRAS E PENSAMENTOS DE MADRE TEREZA, MULHER DE DEUS, EXEMPLO PARA TODOS OS CRISTÃOS! ESSE PENSAMENTO ME INSPIRA E ME FAZ SENTIR UM GRANDE AMOR PELAS PESSOAS QUE ME CERAM.

    Curtir

  8. ESCULTEI ESSE POEMA NA RADIO LIDO POR FREI DAMIAO, MIM CHAMOU MUITO ATENÇAO POIS É MUITO HUMANO E É DE HUMANIDADE QUE ESTAMOS PRECISANDO.

    Curtir

  9. É uma oração. O que acalanta as pessoas que vivem em perfeita comunhão com Deus. Deverá ser lida todas as vezes que precisármos de força.

    Curtir

Se gostou, comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s