Qual o preço?

Eis que eu já tinha um texto bem planejado na minha mente para estrear aqui. Mas Deus é um Deus de surpresas! E como eu amo isso… Em um segundo, Deus pode mudar todo o plano do homem com apenas um sussurro. E a Sua direção sempre será melhor que a minha. Bem melhor obedecer do que preferir o meu querer!

Tem um assunto me incomodando há dias, desde que estive no Rio Grande do Sul visitando minha família. Confesso, que nestes dias estive evitando a presença de Deus, justamente por causa desta pergunta tão torturadora. Questionei e tenho questionado muito Deus. É uma única indagação, e apenas uma que tem o poder de me confrontar tanto: Porque meu preço pra ter mais de Deus tem que ser tão alto?

Me incomoda quando penso nisso. Como um espinho. Ainda bem que Paulo já falava disso lá em 2 Coríntios 12:7, e isso me anima. Você já parou pra pensar que seus espinhos podem te levar pra mais perto de Deus? Mas, se eu não resolver isso bem resolvido com Papai, quem mais vai me entender tão bem? E eu ainda não tenho todas as respostas. Embora elas sejam importantes, não precisamos de todas as respostas. São promessas pra minha vida. e como promessas eu tenho que crer que Papai cumprirá cada uma delas. É confiança. É paternidade. E saber que existe um Deus que está no controle da minha vida. Alguém que confia em mim, apesar do que eu sou.

Eu vejo tantas pessoas vivendo seu evangelho confortável. Teve um tempo que era o meu prazer, minha benção, o “meu” Deus. Mas quer saber!? Deus não existe para ser meu ou seu. Deus é nosso. O amor de Jesus é para ser compartilhado. Isso é o evangelho! O evangelho é renúncia. O evangelho é morrer pra si mesmo, pra sua vontade, pro seu conforto, pro seu prazer. Não é “dê o dízimo, oferte, e você sempre será abençoado, terá o que você quiser”. Deus abençoa. Mas também existe uma cruz pra ser carregada por cada um.

“Se alguém vem a mim e ama o seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs, e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo. E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo.” Lucas 14:26-27

Sugiro a leitura até o versículo 33. Se você reparar na leitura vai ver “calcular o preço” pra não ser motivo de riso. Ou seja, não envergonhar Jesus. É impossível viver com Cristo sem morrer. Nascer de novo requer renúncia. Ser usado por Deus sugere caminhar com Cristo. E não há como caminhar com Cristo olhando pra trás, pro que já passou. É necessário olhar pra frente!

Ou você acha que Deus está mais preocupado com seu conforto do que com tantas vidas que tem se perdido? Ou você acha que Deus está mais preocupado com você do que com os milhares que nunca provaram um amor de verdade?

Isso é um choque pra você? Isso confronta você? Quer desistir? O evangelho não é para ser agradável. Jesus não pensava nele. Jesus pensava em mim. Jesus pensava em você. Jesus pensava nas vidas que eu vou tocar. Jesus pensava nas vidas que você ainda vai amar. “Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei. Em favor deles eu me entrego completamente a ti. Faço isso para que, de fato, eles também sejam completamente teus. Não peço somente por eles, mas também em favor dos que vão crer em mim por meio da mensagem deles”. João 17:18-20.

Não é o que eu quero. É o que Deus quer de mim. Quando penso nisso, eu até me reconforto. Porque se Deus pede tanto de mim, e como dói ficar longe de casa, é porque o que Ele tem pra mim é muito maior do que o que eu penso. Só Deus conhece cada lágrima. Só Ele me conhece na intimidade. É por me conhecer, é pelo relacionamento que Ele pode confiar coisas a cada um de nós. E só no relacionamento com Deus, que nos será revelado seus planos.

O evangelho de Cristo não é ficar morno na cadeira do computador vendo a vida passar. Vendo as notícias que chegam de mortes, sequestros, acidentes. É ação. O amor é ação. Deus é amor. E se Deus é amor, Ele espera uma ação de amor ao próximo de cada um. E é por isso que eu não desisto. E é por isso que eu sei que cada renúncia aqui vai valer a pena. Por Ele. Pra Ele. Por amor. E porque eu ainda quero tocar muitas vidas com esse amor incondicional que faz qualquer preço valer a pena.

“Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém.” Romanos 11:36

Giana Guterres
@gianaguterres

Anúncios

2 comentários em “Qual o preço?”

  1. “Isso é um choque pra você? Isso confronta você? Quer desistir?”#rimuito
    Só faltou dizer: “Pede pra sair…”. Já desisti de entender o tal do crente. Eu, que sou ignorante no assunto religioso, sei que o Evangelho é a boa notícia. Agora vem vc c/ esse negócio de morte. A ideia do texto é atrair, (des)informar ou assustar o leitor? # nadúvida

  2. Muito legal o texto Gi! :) Eu e a Lu estávamos conversando com uma pessoa exatamente sobre isso. Como podemos ver, sem os espinhos, talvez, não haveriam motivos para entrarmos no quarto e ficarmos com o Pai. Os espinhos nos levam a entendê-Lo, e mais, a também nos conhecermos melhor.

Se gostou, por gentileza, comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s