Albert Einstein e Deus


A opinião comum de que sou ateu repousa sobre grave erro. Quem a pretende deduzir de minhas teorias científicas não as entendeu.

Creio em um Deus pessoal e posso dizer que, nunca, em minha vida, cedi a uma ideologia atéia.

Não há oposição entre a ciência e a religião. Apenas há cientistas atrasados, que professam idéias que datam de 1880.

Aos dezoito anos, eu já considerava as teorias sobre o evolucionismo mecanicista e casualista como irremediavelmente antiquadas. No interior do átomo não reinam a harmonia e a regularidade que estes cientistas costumam pressupor. Nele se depreendem apenas leis prováveis, formuladas na base de estatísticas reformáveis. Ora, essa indeterminação, no plano da matéria, abre lugar à intervenção de uma causa, que produza o equilíbrio e a harmonia dessas reações dessemelhantes e contraditórias da matéria.

Há, porém, várias maneiras de se representar Deus.

  • Alguns o representam como o Deus mecânico, que intervém no mundo para modificar as leis da natureza e o curso dos acontecimentos. Querem pô-lo a seu serviço, por meio de fórmulas mágicas. É o Deus de certos primitivos, antigos ou modernos.
  • Outros o representam como o Deus jurídico, legislador e agente policial da moralidade, que impõe o medo e estabelece distâncias.
  • Outros, enfim, como o Deus interior, que dirige por dentro todas as coisas e que se revela aos homens no mais íntimo da consciência.

A mais bela e profunda emoção que se pode experimentar é a sensação do místico (relação com Deus – transcendetal). Este é o semeador da verdadeira ciência. Aquele a quem seja estranha tal sensação, aquele que não mais possa devanear e ser empolgado pelo encantamento, não passa, em verdade, de um morto.

Saber que realmente existe aquilo que é impenetrável a nós, e que se manifesta como a mais alta das sabedorias e a mais radiosa das belezas, que as nossas faculdades embotadas só podem entender em suas formas mais primitivas, esse conhecimento, esse sentimento está no centro mesmo da verdadeira religiosidade.

A experiência cósmica religiosa é a mais forte e a mais lie fonte de pesquisa científica.

Minha religião consiste em humilde admiração do espírito superior e ilimitado que se revela nos menores detalhes que podemos perceber em nossos espíritos frágeis e incertos. Essa convicção, profundamente emocional na presença de um poder racionalmente superior, que se revela no incompreensível universo, é a idéias que faço de Deus.

“A ciência sem a religião é manca; a religião sem a ciência é cega”.
Albert Einstein

Anúncios

11 comentários em “Albert Einstein e Deus”

  1. Só a titulo de esclarecimento. Albert Einstein não acreditava no Deus da Bíblia, ou em Jesus. Ele era entre outras definições, Panteista (Deus esta em tudo, e tudo é Deus). Adimiro Einstein como gênio, nem por isso tenho que concordar com tudo o que ele pensava.

  2. Respondendo para Flávia de oliveira.
    Einstein disse que todo cientista honesto
    cre em Deus, acrescentando que Deus é ener
    gia. não se referiu ao Deus da biblia nem
    por aproximação ,
    obrigado. ocireb.

  3. Amei esse tema em debate, pois quase todo mundo acredita que todos os cientistas não acreditam na existencia de Deus, mas sim em suas teorias do que pode ser comprovado e provado rsrs.beijos!

  4. Einstein com toda sua genialidade era uma pessoa humilde por reconhecer a grandiosidade do universo.Fico muito feliz por ter em nosso planeta uma pessoa tão evoluída abrindo o caminho para um futuro mais verdadeiro, rompendo as barreiras da vaidade e do egoísmo.

  5. para os tolos de mente envejada que ainda, tenhan duvidas da crenca de ainstein em deus. pare e reflita um pouco ,mas sem o egoismo? ora mas como voces sao estupidos em querer afirmar que ainstein era ateu , o genio usava palavras sabias para interpletalas .suas poucas palavras era suficiente pra provar a existencia de um espirito superior que cobre todas dimencoes do universo ,frases como esta por ex,? tao certa È a existencia de deus como a existencia de todas teoremas geometricos do universo

  6. Einstein como cientista era muito limitado. Não tinha gosto pelo que escreviam os outros cientistas Ousou falar contra a teria da evolução sem ter um mínimo de competencia para tal.Isto não lhe tira os méritos com relação às ciencias exatas. Éuma lastima que os internautas façam citações se m colocar as datas em que determinado episódio ocorreu. Ele pode ter mudado de idéia. Vejam na internet carta enviada a um amigo em data próximade sua morte.

  7. Gosto muito desse site.. me ajuda muito … eh muito bom.. continuem..
    Deus abençoe todos os envolvidos…

  8. Antes de ler tal artigo, cria de todo o coração que que Albert Einstein era ateu, apenas com bases em falatórios… mais assim ajudou-me a ver que não posso julgar as pessoas pelo que aparentam, sem conhecê-las e ver o seu verdadeiro modo de pensar… sem conhecer o seu coração!!! Mais tomara que ele tenha se salvado pelo amor de Cristo.Até uma próxima!!! vlw…

Se gostou, por gentileza, comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s